top of page

Histórias em Torno das Taças 📝 - “Eu Sommelier”


Publicamos hoje a primeira parte da nossa conversa com o amigo Eliton Bertoli, natural de são Paulo, com formação pela ABS, WSET 2 e específicas em regiões como Bordeaux, Bourgogne, Provence, entre outras. Sua paixão pelos vinhos começou com a necessidade de trabalhar. Eliton foi policial militar durante 3 anos e saiu devido aos ataques do PCC que em 2006 pararam o estado de São Paulo em uma grande guerra entre policiais e bandidos. Seu filho era recém-nascido, e alguns bandidos chegaram a ir na sua casa, mas sua família não se encontrava lá e nada de mais grave aconteceu. Este fato o levou a abandonar a carreira para preservar a segurança da sua família. Sua vida começou a mudar quando um amigo que trabalhava na Expand o indicou para uma vaga de estoquista que havia surgido lá. A indicação deu certo e ele começou sua vida no universo do vinho. Eliton nos disse que: “No começo era tudo muito complicado aqueles nomes difíceis nas garrafas, uvas enfim... kkkkk…. foram alguns meses de muitas risadas (eu tentando pronunciar os nomes, parecia que estava aprendendo outro idioma) e de aprendizados sem dúvidas, nesse meio tempo fui me interessando pelas histórias e todo aquele mundo novo que eu havia descoberto sobre os vinhos, pois ate então pra mim vinho era aquele que eu comprava no mercadinho perto de casa (sangue de boi, cantina do vale, chalise entre outros) e no outro dia ficava em uma ressaca danada…. Kkkk”. Aos poucos seu amigo foi lhe ensinando a degustar vinhos e na loja em que ele estava haviam pessoas maravilhosas que lhe deram muito suporte para aprender sobre o assunto e davam muito incentivo para ele estudar; pessoas com as quais Eliton tem contato até hoje. Ele nos comentou: “..quando falo com elas se dizem orgulhosas de onde eu cheguei. Quando comecei a ter mais conhecimento e a saber degustar os vinhos, pronunciar os nomes de uvas e produtores, eu queria crescer mais, pois via os vendedores atendendo e contando as histórias dos vinhos e dos produtores aos clientes e ficava encantado com aquilo e eu dizia aos outros estoquistas: vou ser vendedor um dia!” Nossa conversa continua na próxima publicação. Todo o conteúdo do #boastaças 🍷🥂 em www.boastacas.com.br Publicamos hoje a primeira parte da nossa conversa com o amigo Eliton Bertoli, natural de são Paulo, com formação pela ABS, WSET 2 e específicas em regiões como Bordeaux, Bourgogne, Provence, entre outras. Sua paixão pelos vinhos começou com a necessidade de trabalhar. Eliton foi policial militar durante 3 anos e saiu devido aos ataques do PCC que em 2006 pararam o estado de São Paulo em uma grande guerra entre policiais e bandidos. Seu filho era recém-nascido, e alguns bandidos chegaram a ir na sua casa, mas sua família não se encontrava lá e nada de mais grave aconteceu. Este fato o levou a abandonar a carreira para preservar a segurança da sua família. Sua vida começou a mudar quando um amigo que trabalhava na Expand o indicou para uma vaga de estoquista que havia surgido lá. A indicação deu certo e ele começou sua vida no universo do vinho. Eliton nos disse que: “No começo era tudo muito complicado aqueles nomes difíceis nas garrafas, uvas enfim... kkkkk…. foram alguns meses de muitas risadas (eu tentando pronunciar os nomes, parecia que estava aprendendo outro idioma) e de aprendizados sem dúvidas, nesse meio tempo fui me interessando pelas histórias e todo aquele mundo novo que eu havia descoberto sobre os vinhos, pois ate então pra mim vinho era aquele que eu comprava no mercadinho perto de casa (sangue de boi, cantina do vale, chalise entre outros) e no outro dia ficava em uma ressaca danada…. Kkkk”. Aos poucos seu amigo foi lhe ensinando a degustar vinhos e na loja em que ele estava haviam pessoas maravilhosas que lhe deram muito suporte para aprender sobre o assunto e davam muito incentivo para ele estudar; pessoas com as quais Eliton tem contato até hoje. Ele nos comentou: “..quando falo com elas se dizem orgulhosas de onde eu cheguei. Quando comecei a ter mais conhecimento e a saber degustar os vinhos, pronunciar os nomes de uvas e produtores, eu queria crescer mais, pois via os vendedores atendendo e contando as histórias dos vinhos e dos produtores aos clientes e ficava encantado com aquilo e eu dizia aos outros estoquistas: vou ser vendedor um dia!” Nossa conversa continua na próxima publicação. Todo o conteúdo do #boastaças 🍷🥂 em www.boastacas.com.br

7 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page