top of page

Histórias em Torno das Taças 📄- “Eu, Sommelier - Letícia e a experiência de ser viticultora"



Na nossa primeira conversa com a simpática Letícia Girotto falamos de sua trajetória no mundo do vinho que começou como sommelière e a levou a ter seu próprio vinhedo.


Como não poderia deixar de ser ao falar do seu vinhedo, com muito orgulho e brilho nos olhos, ela nos diz: “Hoje tenho um vinhedo formado na pequena Oscar Bressane com 4 mil videiras que devem começar a produzir ainda esse ano através de uma técnica chamada colheita de inverno ou dupla poda, que nada mais é que a inversão do ciclo da fruta, ou seja, em vez da colheita ser realizada no verão, quando as chuvas são intensas e interferem no sabor e no aroma do vinho, as uvas são colhidas no inverno. Para isso a poda é feita duas vezes.” 🍇


A região de Marília não tem nenhum outro vinhedo, portanto o vinhedo de Letícia é um trabalho totalmente experimental, mas que está sendo acompanhado de perto por profissionais da área que tem se mostrado excepcionais na questão qualidade/formação: o agrônomo Ricardo Pereira e o enólogo Marcos Vian! 🤝


Letícia nos diz que é muito difícil começar algo novo num lugar onde as pessoas não conhecem esse tipo de cultura, ainda mais em época de pandemia. Difícil encontrar profissionais para trabalhar, insumos agrícolas apropriados e até mesmo material para montagem do vinhedo. 🍇


Ela comenta que: “a uva é tão encantadora que todos os problemas, por maiores que sejam, ficam pequenos. Desde o primeiro momento você se apaixona ao ver como o vinho é vivo, rápido e gratificante. Minha família inteira está envolvida nesse projeto, e trabalhamos todos juntos para que tudo dê certo.”🍷🥂🍾


Em nossa próxima publicação fechamos a história da Letícia falando sobre os vinhos brasileiros.


10 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page