top of page

Notícias em Torno das Taças 📄 - Os Impostos que Bebemos


Todos sabemos que os impostos no Brasil são altos e que itens considerados supérfluos, como bebidas alcoólicas, tem uma tributação ainda maior. O gráfico abaixo feito pelo Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (colaboração do amigo Marcelo Santos) mostra de forma bem fácil o quanto pagamos de impostos nos vinhos nacionais e importados. Somem-se à esses valores os custos de logística e distribuição internas para nacionais e importados e os custos de logistica internacional, armazenagem, desembaraço aduaneiro aos importados. Assim, o vinho importado, considerando-se todos os custos e impostos, chega a ser 150% mais caro do que seu valor na origem. Não pensemos porém que este multiplicador gera vantagem compitiva ao vinho nacional porque este também depende de insumos que são importados como os barris de carvalho e rolhas e de outros itens que tem seus custos atrelados à moeda forte. Comprar um vinho importado de R$ 100 no Brasil, que nos dá a impressão de se estar comprando um ótimo vinho, significa na verdade que se está levando um vinho de USD 8 (usando 20% de margem e cambio a R$ 4/USD), o que é um vinho de baixa/média qualidade na sua origem. Ao passo que comprar um vinho nacional de R$ 100 pode trazer grandes surpresas ao paladar. Pense nisso na hora de comprar seu vinho: o nacional tem suas vantagens e qualidade! #boastaças 🍷🥂

14 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page